NOTÍCIAS

GS Racing domina categorias Master e Graduado no Piocerá 2021

11/02/2021 a(s) 16:03h Aline Bem da Costa Assessoria de Imprensa
Aurélio e Rech venceram pela primeira vez o Piocerá/Cerapió - Crédito: Doni Castilho
Aurélio e Rech venceram pela primeira vez o Piocerá/Cerapió - Crédito: Doni Castilho

O ano da GS Racing nas competições nacionais começou com muita comemoração nos pódios do Piocerá 2021. Competindo entre os carros, a equipe conquistou os três primeiros lugares da categoria Master e ainda fez dobradinha no topo do pódio da Graduado. As disputas internas da equipe na busca pelos títulos das categorias destinadas aos competidores mais experientes movimentaram os quatro dias de provas. A competição começou no dia 27 de janeiro em Teresina (PI) e encerrou no dia 30 com chegada em Aquiraz (CE).

Bolacha conquistou o tricampeonato do Piocerá pela Master - Crédito: Divulgação
Bolacha conquistou o tricampeonato do Piocerá pela Master - Crédito: Divulgação

Além dos carros, o Rally Piocerá reuniu motos, quadriciclos e UTVs que percorreram mil quilômetros de prova. Já as bikes cumpriram um percurso de 356 quilômetros. Em 2021 a competição ainda passou pelas cidades de Piripiri (PI), Ubajara (CE), Guaraciaba do Norte (CE), Santa Quitéria (CE), Canindé (CE), Guaramiranga (CE) e Maranguape (CE). O Rally Piocerá 2021 foi válido pelo Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade (CBM) e pelo Campeonato Brasileiro de Rally de Regularidade (CBA). Neste ano, a disputa reuniu 419 competidores, sendo 147 nas motos, 141 nos carros, 116 nas bikes, dez nos UTVs e cinco nos quadriciclos. A competição é uma tradicional prova off-road de nível nacional que está em sua 34ª edição e acontece sempre no início do ano, normalmente abrindo a temporada de competições da modalidade.

Zé do Chapéu e Bolacha conquistaram o título no último dia de competição - Crédito: Divulgação
Zé do Chapéu e Bolacha conquistaram o título no último dia de competição - Crédito: Divulgação

Tricampeão na Master

A temporada 2021 de rallys de regularidade começou acirrada para a categoria destinada aos competidores mais experientes. Na Master, apenas dois pontos separaram o campeão e o vice na classificação final do Piocerá. Na chegada em Aquiraz quem comemorou foi o experiente navegador da GS Racing, Enedir da Silva Júnior (Bolacha), que chegou ao tricampeonato da competição competindo ao lado do piloto José Carlos da Silva (Zé do Chapéu).

O navegador da GS Racing já havia vencido a competição nos anos de 2015 e 2016 ao lado do piloto Renato Martins. "Esse ano estava bem disputado, com dez duplas que andam muito bem e tinham chances de vitória. No primeiro dia saímos um pouquinho atrás e no segundo passamos na dianteira. No terceiro a gente ainda já deu uma bobeada, mas no último dia andamos muito bem e conseguimos buscar a vitória", comenta Bolacha.

Pódio Master - Crédito:
Pódio Master - Crédito:

Para completar a festa da equipe na Master, o piloto Fernando Lage e o navegador Tiago Poisl foram os vice-campeões. Foi a primeira vez que os dois competiram juntos. A dupla reuniu a experiência de Lage com oito participações no Piocerá/Cerapió e três títulos conquistados com a estreia de Tiago na competição. "Estamos afinando a dupla ainda, mas não ganhamos por detalhes. A prova foi muito boa, técnica, pegada e desafiadora. Além disso andamos na areia, coisa que eu nunca tinha andado", destaca Lage. "Estreamos a dupla nessa prova muito disputada com um grid recheado de campeões e foi um grande desafio, com mudanças de terrenos, de pisos e cada dia uma característica diferente de navegação. Chegamos até o último dia na briga pelo título, mas um pequeno erro nosso nos distanciou da conquista", sublinha o navegador vice-campeão.

Tiago Poisl e Fernando Lage fizeram a estreia da dupla no Piocerá 2021 - Crédito: Carolina Yada
Tiago Poisl e Fernando Lage fizeram a estreia da dupla no Piocerá 2021- Crédito: Carolina Yada

Na terceira colocação, a GS Racing marcou presença com o piloto Leandro Moor (Ximura) e o navegador Cláudio Flores (Bilu). "Competimos em uma paisagem totalmente diferente do que estamos acostumados a andar no Sul. Tivemos dias com chuva e lama, poeira, catinga, areia igual no Deserto do Jalapão e loteamentos. No final andamos na praia de Aquiraz entre as dunas e foi a experiência sensacional", conta Ximura. "O Piocerá desde ano fui acirrado, com duplas de alto nível e a direção de prova organizou as etapas de uma maneira que a disputa aconteceu até o último momento. Tivemos provas com vários laços o tempo todo, médias justas e trajetos estreitos que testaram a habilidade dos pilotos e navegadores. Enfrentamos um trajeto com muita água e precisamos mergulhar nas poças para continuar em frente", detalha Bilu.

Rech e Aurélio foram os campeões da Graduado nos critérios de desempate - Crédito: Carolina Yada
Rech e Aurélio foram os campeões da Graduado nos critérios de desempate - Crédito: Carolina Yada

Dobradinha na Graduado

A GS Racing foi campeã e vice na categoria Graduado com o piloto Aurélio Bilhalva e o navegador Alexandre Rech em primeiro e o piloto Marcelo Prevideli e o navegador Rafael Pinto em segundo. As duplas empataram em pontos na classificação geral e a definição do campeão foi realizada utilizando critérios de desempate. "É a segunda vez que faço o Piocerá e a prova é puxada, pegada e tem muita concorrência. É um grid grande, com 18 carros. A gente encarou com bastante seriedade e vimos os resultados começarem a vir. Para nós o terceiro dia foi decisivo, a gente se sobressaiu bastante e no quarto dia administramos para chegar ao fim sem quebrar o carro que já estava com bastante desgaste", comenta Aurélio.

Pódio Graduado - Crédito: Ney Evangelista
Pódio Graduado - Crédito: Ney Evangelista

A dupla campeã estava apenas na sua segunda participação junta em uma competição e o entrosamento aconteceu durante os quatro dias de provas em meio a um grid muito disputado. No terceiro dia de Piocerá três duplas de competidores tinham três etapas vencidas cada e o quarto e último dia foi decisivo. "No último dia pegamos muito tráfego de caminhões e bois soltos nas trilhas, o que atrapalhou a performance de vários competidores. A chegada na linda Aquiraz contou com trilhas em dunas e areias pesadas. Mantivemos uma certa regularidade nos resultados nesse dia e terminamos empatados com outra dupla da equipe. Empatamos ainda no critério de vitórias e o desempate veio com o nosso maior número de segundo lugares nas etapas. Foi incrível percorrer esse pedaço do Brasil que é muito lindo e tem surpresas como o frio de 20º com cerração e vento em Ubajara na serra de Ibiapaba, no Ceará", destaca Rech.

A GS Racing encerrou sua participação no Piocerá 2021 ainda com o navegador Rafain Walendowsky com a sétima colocação na categoria Master. A próxima competição da equipe será no 27º Transparaná que acontece de 16 a 20 de fevereiro entre as cidades de Foz do Iguaçu e Curitiba, passando ainda por Cascavel, Guarapuava e Irati.

Fernando Lage tem oito participações e já venceu três vezes a competição - Crédito: Doni Castilho
Fernando Lage tem oito participações e já venceu três vezes a competição - Crédito: Doni Castilho

Acompanhe a GS Racing

Quem quiser acompanhar as provas da GS Racing pode seguir o Facebook (fb.com/racinggs) e Instagram (@gsracing) da equipe. As notícias também são publicadas no site www.gsperformanceoficial.com.br, além da imprensa em geral e dos principais sites especializados em off-road. Na temporada 2021 a GS Racing conta com o patrocínio de GS Performance, Trilha SC, Pneus Yokohama, Rallye Design, Trevo Auto Peças Blumenau, Gratt Indústria de Máquinas, Plastômero, Supermercado Moor, Farmácia Brasil, Lave Bem Lavanderia e Tinturaria e SML Transportes.

Deixe seu comentário

Mais off-road

Carregar mais...